segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Detalhamento do 3º Estudo do Mês de Setembro

MOCIDADE ESPÍRITA JOANNA DE ÂNGELIS

COMISSÃO DE ESTUDOS - COE

DETALHAMENTO DO 3º Estudo do Ciclo IV:

TEMA DO CICLO: O problema do ser, do destino e da dor

TEMA ESPECÍFICO DO ESTUDO: As manifestações do ser

MÊS: Setembro

DATA: 19 de Setembro de 2009

ORADOR(A): Elielbert

ABORDAGEM:

Recomendações gerais:

  • Todos os nossos Detalhamentos (perguntas, citações, indicações de páginas, etc.) estão baseados na 17ª edição do livro O Problema do Ser, do Destino e da Dor (FEB). Portanto, se o (a) leitor (a) consultar outras edições, haverá diferenças na indicação das páginas.

  • Objetivo geral do estudo: O enfoque desse estudo são algumas manifestações da alma / Espírito, tais como: os diferentes estados do sono; os fenômenos de desprendimento e exteriorização; as projeções telepáticas e a vida no além.


AS MANIFESTAÇÕES DO SER

V – A alma e os diferentes estados do sono:

  • Comente sobre a importância do sono. Explique a frase: “O sono é irmão da morte” (p.76)

  • Comente sobre as duas naturezas do Sonho:

    • Produto dos sentidos da alma: Imaginação; etc.

    • Afastamento do corpo: “viagens astrais”

  • Comente acerca da atuação terapêutica / curativa do espírito sobre o corpo durante o sono (p.77 e 78).

  • Como os fenômenos psíquicos relacionados ao sono (“natural” ou “provocado”) podem revelar a existência do mundo espiritual e a sobrevivência da alma após a morte?

VI – Desprendimento e exteriorização. Projeções telepáticas

  • O que é telepatia? (a partir da p.90 e ss.)

  • Comente o caso do deputado Major Sir Carne Raschse (p.94 e 95)

  • O fenômeno da Ubiqüidade ocorre através dos fenômenos da Exteriorização / Desdobramento? (p.95)

  • A comunicação e a manifestação a distância entre Espíritos encarnados (as projeções telepáticas) conduzem à possibilidade de comunicação entre Espíritos encarnados e desencarnados (Mediunidade)? Por quê? (p.95 e 96)

  • Por que “a telepatia é a manifestação de uma lei universal e eterna”? (p.97 e ss.)

XI – A vida no Além:
  • No surto dos seus pensamentos e no ardor de sua fé, os adeptos de cada religião criam imagens nas quais supõem reconhecer os paraísos entrevistos. Depois, pouco a pouco, se apercebem de que essas criações são fictícias, de pura aparência e comparáveis a vastos panoramas pintados na tela ou a afrescos imensos. Aprendem, então, a desprender-se deles e aspiram a realidades mais elevadas, mais sensíveis.” (p.154). Como saber se a realidade na qual estou vivendo no Espaço (Plano Espiritual) é verdadeira ou fictícia? (Veja também Capítulo 4 “Alguns recém-desencarnados” do livro Ação e Reação – trecho em que há informações sobre “clichê mental; literatura feiticista e forma-pensamento”: páginas 53-55).

Bibliografia:

  • DENIS, Léon. O Problema do ser, do destino e da dor. FEB. 17ª edição.

  • Xavier, Francisco Cândido. Ação e Reação (Espírito André Luiz). 19ª edição. FEB.

Abraços Fraternos!

Nenhum comentário: